gustavo

4 de julho de 2011

Porque não aceitei o prêmio do PNBE

Oi,
Nesta segunda,o Pensamento Nacional de Bases Empresariais (PNBE) vai entregar o prêmio "Brasileiros de Valor 2011". O júri me escolheu, mas, depois de analisar um pouco, decidi recusar o prêmio.
Mandei essa carta aí embaixo para a organização, agradecendo e expondo os motivos pelos quais não iria receber a premiação. Minha luta é outra.
Espero que a carta sirva para debatermos a privatização do ensino e o papel de organizações e campanhas que se dizem "amigas da escola".

Amanda




Natal, 2 de julho de 2011

Prezado júri do 19º Prêmio PNBE,

Recebi comunicado notificando que este júri decidiu conferir-me o prêmio de 2011 na categoria Educador de Valor, “pela relevante posição a favor da dignidade humana e o amor a educação”. A premiação é importante reconhecimento do movimento reivindicativo dos professores, de seu papel central no processo educativo e na vida de nosso país. A dramática situação na qual se encontra hoje a escola brasileira tem acarretado uma inédita desvalorização do trabalho docente. Os salários aviltantes, as péssimas condições de trabalho, as absurdas exigências por parte das secretarias e do Ministério da Educação fazem com que seja cada vez maior o número de professores talentosos que após um curto e angustiante período de exercício da docência exonera-se em busca de melhores condições de vida e trabalho.

Embora exista desde 1994 esta é a primeira vez que esse prêmio é destinado a uma professora comprometida com o movimento reivindicativo de sua categoria. Evidenciando suas prioridades, esse mesmo prêmio foi antes de mim destinado à Fundação Bradesco, à Fundação Victor Civita (editora Abril), ao Canal Futura (mantido pela Rede Globo) e a empresários da educação. Em categorias diferentes também foram agraciadas com ele corporações como Banco Itaú, Embraer, Natura Cosméticos, McDonald's, Brasil Telecon e Casas Bahia, bem como a políticos tradicionais como Fernando Henrique Cardoso, Pedro Simon, Gabriel Chalita e Marina Silva.

A minha luta é muito diferente dessas instituições, empresas e personalidades. Minha luta é igual a de milhares de professores da rede pública. É um combate pelo ensino público, gratuito e de qualidade, pela valorização do trabalho docente e para que 10% do Produto Interno Bruto seja destinado imediatamente para a educação. Os pressupostos dessa luta são diametralmente diferentes daqueles que norteiam o PNBE. Entidade empresarial fundada no final da década de 1980, esta manteve sempre seu compromisso com a economia de mercado. Assim como o movimento dos professores sou contrária à mercantilização do ensino e ao modelo empreendedorista defendido pelo PNBE. A educação não é uma mercadoria, mas um direito inalienável de todo ser humano. Ela não é uma atividade que possa ser gerenciada por meio de um modelo empresarial, mas um bem público que deve ser administrado de modo eficiente e sem perder de vista sua finalidade.

Oponho-me à privatização da educação, às parcerias empresa-escola e às chamadas “organizações da sociedade civil de interesse público” (Oscips), utilizadas para desobrigar o Estado de seu dever para com o ensino público. Defendo que 10% do PIB seja destinado exclusivamente para instituições educacionais estatais e gratuitas. Não quero que nenhum centavo seja dirigido para organizações que se autodenominam amigas ou parceiras da escola, mas que encaram estas apenas como uma oportunidade de marketing ou, simplesmente, de negócios e desoneração fiscal.

Por essa razão, não posso aceitar esse Prêmio. Aceitá-lo significaria renunciar a tudo por que tenho lutado desde 2001, quando ingressei em uma Universidade pública, que era gradativamente privatizada, muito embora somente dez anos depois, por força da internet, a minha voz tenha sido ouvida, ecoando a voz de milhões de trabalhadores e estudantes do Brasil inteiro que hoje compartilham comigo suas angústias históricas. Prefiro, então, recusá-lo e ficar com meus ideais, ao lado de meus companheiros e longe dos empresários da educação.

Saudações,

Professora Amanda Gurgel

121 comentários:

Taiomara Fina disse...

Da luta náo nos retiremos! Parabens Amanda! Parabens PSTU! Conlutas, ANEL... E a todas as organizações e partidos de luta e resitencia da nossa classe!

Eunice Couto disse...

Estes somos nós: independentes, classistas e sempre em defesa dos direitos dos trabalhadores e da população. Dignidade não está à venda! Parabéns, Amanda!!!

Juraci disse...

Eita professorinha porretaaaaaaaa!!! Isso sim é voz de educador,continue assim Amanda e logo, logo a revolução na educação acontecerá!!!!Tbm já vi isso, aqui tem uns tais de 'amigos da escola' e 'parcerias', só para sobrar mais p/ os gestores públicos 'levarem', sou totalmente contra, educação pública é DEVER do governo, pagamos impostos para isso.Parabéns Amanda, Deus permitiu que sua voz ecoasse pelo Brasil afora, já estava na hora, sindicatos???? Todos calados pelo pt, vc veio aqui em Cuiabá e o nosso sindicato nem registrou, fui questionar eles disseram que 'nós' éramos pt e vc pstu, eu disse: Nunca vi sindicato partidário???!!!No outro dia pedi minha desfiliação, só me sindicalizarei novamente qd houver um sindicato de verdadeira oposição ao governo.

APP de Luta e Pela Base - Oposição Alternativa disse...

Valeu Amanda, parabéns e estamos todos na luta!!!! 10% já! Verba pública para educação pública. A educação para os trabalhadores!!!

Rodrigo Tomazini, oposição à direção da APP sindicato, construindo a CSP conlutas.

www.appdeluta.blogspot.com

disse...

Olá Amanda!
Pela promeira estou aqui no seu cantinho e me deparo com essa postagem que esprime a dignidade do educador brasileiro. Aceitar o prêmio seria dar-lhes uma chance de pensar que a luta termina quando somos agraciados pelo outro lado.
Estive lendo sobre o histórico das condições de trabalho dos professores brasileiros ainda no período colonial, até fiz uma postagem no meu blog, e vi que estamos na era republicana mas as condições de trabalho são praticamente coloniais ... Precisamos urgente parar os educadores desse país e fazer uma grande marcha pelas ruas das grandes cidades num mesmo dia e horário, ou quem sabe, até mesmo uma greve nacional.
Força na luta! 10% já!

Patricia Pena disse...

Está é verdadeira voz da luta dos estudantes e dos educadores deste país. Nosso prêmio serão os 10% do PIB para educação. Parabéns Amanda por utilizar sua voz em favor de quem é tão pouco ouvido. Estamos com vc na luta. Força!!! Vamos construir uma nova sociedade!

Maria Alice disse...

Obrigada por ser a voz de nossa categoria tão sofrida. Todos juntos somos fortes! Força!!! 10% já!

shan-Tinha disse...

somos todos um!
você decide, você faz!
bj gelado do sul!

shan-Tinha disse...

meu bb se chama amanda e também é prof!
bj de novo!

Lilibeth Cardozo Roballo Ferreira disse...

Que orgulho você nos dá, professora Amanda! Você já foi premiada pelo povo brasileiro com o reconhecimento de sua luta pela educação em nosso país! Linda sua carta de recusa. Linda e perfeita! Parabéns! Sua carta vai correr o Basil inteiro e assim, com pessoas como você vamos fazer a revolução educacional brasileira. Conte conosco, Amanda e prossiga nesta luta que é o único caminho para termos um Brasil desenvolvido: um povo educado e com professores respeitados como os mais importantes profissionais de um país.

Professora Alvira disse...

Amanda,
Você realmente representa uma categoria: Professores(as) do País.
abraço.
Professora Alvira Soares Rêis
TLS São Paulo

Gus disse...

Amanda,
ao ler seu texto não consegui ver uma professora defendendo uma categoria, mas sim uma pessoa com valores capazes de criar uma completa mudança no futuro do país. O que acha de começar uma campanha digital para demonstrar ao governo (se é que não estão vendo) a necessidade e o quanto o povo clama por uma educação de qualidade e gratuita para o Brasil.
Abraços,
Gustavo

Bruno Coringa disse...

Eu fico até assustado com a clareza de ideias da Amanda. É muito sensata e consciente. Por isso mesmo, acho ate desnecessario sugerir, mas so para reforçar meu apoio a sua luta, procure sempre que possivel aproveitar as oportunidades de exposição na midia para divulgar a precariedade da situação da educação no país.

denilson prata disse...

O melhor e maior prêmio que a Amanda gostaria de receber tenho certeza, é um prêmio coletivo. Que todo trabalhador brasileiro tenha direito a dignidade. Essa é sua luta. A luta pela educação! A luta por aquele que na sociedade não tem vez e nem voz. Esse é o prêmio que avidamente essa "pequena grande mulher" persegue todos os dias na sua luta. O prêmio querido com todas as forças da Amanda é ver a sociedade sem classes, humanizada e livre. Amanda vc inspira e anima tantos na caminhada. Parabéns pelo lado que vc escolheu, o lado daqueles que lutam contra a opressão desses coronéis da educação e do lucro, que roubam do trabalhador o essencial necessário pra se viver, e depois disso não lhes sobra mais nada. Amandinha!! Um dia de cada vez. Vamos seguindo na luta! Estou orgulhoso pelas escolhas que vc tem feito. bjo. Denilson Prata

Ancelmo dos Santos disse...

-O Menor salário do Brasil é do estado do RIO DE JANEIRO
-O Rio é o segundo estado mais rico do Brasil.
-O Rio ficou em penultimo na avaliação do ensino médio público do Brasil

Parabens amanda,
O PROFESSOR É QUE É O AMIGO DA ESCOLA E NÃO AS EMPRESAS E A IMUNDA GLOBO COM AMBIÇÕES OCULTAS.

gustavo disse...

Oi,
Vejam a nota publicada na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, nesta terça-feira:

Não, obrigada Célebre pelo desabafo na internet em defesa dos professores, a potiguar Amanda Gurgel se recusou a receber o prêmio "Educadora de Valor", oferecido ontem pelo Pensamento Nacional das Bases Empresariais. Em carta, afirmou que o órgão é ligado aos empresários que diz combater.

A invenção de um Brasil Musical disse...

Cara Professora Amanda,
Apoio e admiro sua conduta, seu discurso e sua prática. Um forte abraço e se de alguma forma eu puder colaborar com a senhora, pode contar comigo.
Abraços,
Antonio J Augusto

Lucélia Muniz França disse...

Parabéns por motivar nossa classe de professores, nunca tinha mim sentido tão representada!!! Grande Abraço!!!
http://www.luceliamuniz.blogspot.com/

RITA DE disse...

Parabéns Amanda, você nos enche de orgulho!!!!!!!!!!!!!!!!!

Rubi Araujo disse...

Parabéns a essa moça de idéias claras e edificantes.

DA DE PEDAGOGIA UFRPE disse...

"Não pago, não pagaria, educação não é mercadoria"
Parabéns pela personalidade e resistência!

Samuel Farias disse...

Cara Colega,
Faz um tempo que não me sinto tão orgulhoso. Você tem falado por todos nós e ainda melhor. Comece a estudar sobre administração pública pois um chamado virá e o Senado te espera.

Heitor Fernandes disse...

Parabéns Amanda, pela correta posição tomada!

Kátia Karine disse...

Olá Amanda,

Para fazer a contra-hegemonia é preciso coragem!
Parabéns!

Abraços,
Prof. Kátia - Campo Grande/MS

Thiago Baptista disse...

Companheira,

você é uma autêntica militante da IV Internacional.

Parabéns
\\//

Jobson Guimarães disse...

Parabéns, Amanda.
A coerência, como sabes, é um dos elementos fundamentais para a compreensão do texto. Tua atitude faz com que o texto dos(as) professores(as)do Brasil se mantenha coerente.

duca disse...

Valeu Amanda!!

Cooptação? eu Digo não, a nossa luta é todo dia aqui no chão!!

#ombroaombrocontraprivatização

rbarros disse...

Bravo!!!

Jane disse...

Muito coerente... Parabéns!

DING disse...

Parabéns, Profa. Amanda, você não pede, manda!

digolopes disse...

Parabéns Amanda por ter recusa a compra de sua personalidade. Pois foi isso que eles quiseram fazer com você, te comprar. Sua dignidade e luta está acima desse ego do ser humano, você foi muito convicta de sua posição em defesa da Educação Brasileira. Eu como professor de Geografia me solidarizo com sua luta que também é minha luta, então essa luta é de todos que acreditam que para o país melhorar, é preciso elevar para 10% do PIB para Educação.

Wallace Camargo disse...

Grande Mestra!As suas denúncias ecoam por este país onde a defesa da educação por parte de políticos profissionais e pela grande mídia não passam de retórica eleitoreira e da defesa dos interesses privados.Nós professores nos identificamos com suas lutas e suas falas.Aqui no RJ somos governados por um destes que menosprezam a importância do servidor público e nos tratam com o chicote do arrocho salarial.Lidamos com os mais pobres e mais necessitados, e estes não interessam aos gerentes deste sistema excludente.Parabéns!

Felipe Deveza disse...

Parabéns! continue sempre assim...

Nova Rota disse...

É preciso muita coragem sobre a vaidade. Adimiro a tua!

Igor disse...

Marina Silva é professora.

Flávio Corrêa de Mello disse...

Professora Amanda, colega, você é coerente. Parabéns ! A Luta continua.

jader resende disse...

Não sou professor, neste momento sinto um baita orgulho da sua profissão. Parabens Amanda.

Fraternal abraço

Sandra Maciel disse...

Parabéns Amanda por não se deixar levar por esses prêmios que, muitas vezes, desviam pessoas íntegras e combativas do seu objetivo primeiro. Bjs!

Profª. Andreza Santos. disse...

Amanda, são educadores como vc q me fazem sentir orgulho da nossa profissão. Nosso país precisa de mais educadores dessa linha.

Vaguinho disse...

Sou funcionário da educação e não consigo se quer compra um par de sapatos com o salário que recebo, aí me vem a secretária de educação Betânia Ramalho falar na televisão que os professores precisam ser sensíveis, com o governo. Aí eu pergunto, quem será sensível com os trabalhadores em educação? Com os funcionários públicos estaduais? Com a polícia civil?
Uma secretária que se diz de educação, mas que trata a categoria direcionada aos professores, não que eles não mereçam atenção, mas todos que fazem a educação sabemos que uma escola só é completa com uma equipe de vai dos porteiros à direção.
Sou funcionário há 10 anos da educação, sou bibliotecário formado pela UFRN e não sou reconhecido pelo estado como um profissional... não há incentivo ao funcionalismo público estadual.
Recebo R$ 714,17 (isso juntando meu vencimento + 1 quinquênio + R$88,00 de auxílio transporte).

palavrasdeumnovomundo disse...

Amanda, desde que vi e ouvi seu desabafo que se tornou a voz de todos nós professores senti grande orgulho, que ainda havia esperanças e de que eu também não deveria desistir.
Imediatamente postei seu vídeo no meu blog com algumas considerações minhas e passei a acompanhá-la no twitter.
Hoje mais uma vez me dá motivos de orgulho e admiração pela sua postura. Agiu absolutamente correta, parabéns!
No meu blog não trato apenas sobre o tema Educação, embora este prevaleça sobre os outros. Mas, coloco para reflexão situações políticas, sociais, econômicas e outros temas.
Agora o próximo post será destinado a ti novamente.
Forte abraço, coragem e dignidade sempre a nós educadores.

Prof. Rosa Zamp

BLOG DINIZ K-9 disse...

Parabéns pelo belíssimo blog, professora. Divulgo sua trajetória em meu blog desde quando vc fez aquele belo e oportuno discurso na Assembleia. O país necessita de mais professores como vc, que se comprometam de verade com a causa. Conheça o Blog Diniz K-9.
http://dinizk9.blogspot.com/

Blog do Walter Santos disse...

Siga firme na luta companheira! Orgunho de todos trabalhadores!

Luziel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luziel disse...

Há tempos não vejo movimentos reivindicatórios incisivos e mais consistentes em oposição às bases governistas. Tomara que a voz dessa educadora consciente ecoe como grito de repúdio à situação lamentável que se encontra a educação brasileira e faça acordar aqueles que estagnados ainda esperam que uma situação política se faça do nada. É preciso lutar, é necessário repensar o modelo de educação, e definitivamente construirmos um que realmente satisfaça a realidade do Brasil e respeite as regionalidades e culturas locais. E, que as escolas tenham condições materiais e política para atuar socialmente, rumo a um modelo de autonomia, politização e concientização estudantil. Não podemos mais aceitar uma multidão que nasceu para ser águia tão acostumada a ser como galinha (parafraseando Boff); e educada como tal. Não à educação que desescolariza! Não à educação que trata conhecimento como produto de venda, e seres humanos como sentenças matemáticas: custo-benefício. Educação cidadã, subversiva à este modelo e consciente já!

Guido Pascoli disse...

Resistir ao aliciamento e à incorporação ao sistema é algo muito raro. Parabéns pela integridade e pela coragem. Espero que as vozes em defesa da educação se façam cada vez mais fortes. Somente quando sua luta frutificar nossa sociedade poderà deixar de ser um conjunto de semi-escravos para se tornar efetivamente uma associação de cidadãos livres.

Saudações de um professor expatriado.

Acton Lobo disse...

Parabéns! Compartilho dessa angústia que se transformou a Educação no Brasil. Aqui em Salvador os professores contratados pelo Estado, através do REDA terão os seus contratos cancelados, prejudicando milhares de profissionais, além inviabilizando o ano letivo de maneira abrupta. A Secretária de Educação da Bahia justifica essa postura com sendo necessária para a melhoria do ensino, contudo, os servidores contratados por este regime não possuem o direto à capacitar-se através dos cursos de qualificação providos pela referida Secretaria. OU seja, temos os nossos impostos deduzidos, enfrentamos condições extenuantes em sala de aula, sofremos uma pressão absurda para atender as exigências do MEC, mas, mesmo assim, o Estado não oferece condições para o efetivo desenvolvimento das atividades em sala.

Hector disse...

UMA ANÁLISE A CERCA DO DISCURSO DA PROFESSORA AMANDA GURGEL (RN), SOB A ÓTICA DA ORATÓRIA
Publicado em 24/05/2011 às 18:25:02

http://www.iapcursos.com.br/Principal/noticias/11

Matemático disse...

Por favor, não pare a luta, do contrário nós fatalmente entraremos em extinção!!! Sou a favor da sua candidatura para algum cargo político, sugiro até que seja candidata a presidencia... já tem meu voto...

Idalécio Lopes disse...

Sem palavras...PARABÉNS!

coquetelmolotov disse...

Amanda, sei que a nossa luta é árdua e inglória, mas temos na sua fala um veio de esperança. Ao ler o depoimento dos vários companheiros, camaradas e amigos professores de todo o país não deixei de me emocionar. Sinto agora o vigor de estarmos juntos num projeto muito maior do que o resgate de uma educação de qualidade para os filhos da classe trabalhadora, como nos acostumamos a ouvir do PT durante a última década. Infelizmente não será pelas mãos dos governos eleitos recentemente que teremos um país melhor. Somente a nossa luta deve educar o povo a enxergar de mais perto a libertação coletiva. Conheço de perto a sua honestidade e a sua integridade moral, por isso mesmo sei que tudo isso é apenas firmeza de convicção de sua parte e que certamente estaremos no mesmo barco. Sonho e luta sempre!!!!! Mendes Currais Novos-RN

andarilha disse...

parabéns Amanda. Sempre denunciei esses "benfeitores" que gastam mais fazendo o marketing do que investindo de fato.

Sheila disse...

Mais uma vez você está de parabéns, pela sua postura. Você tem representado com muita propriedade as nossas angústias e anseios e é corajosa, como poucos!!!

Bolsa disse...

Educação tem que ser 100% federal não pode ficar na mãos de prefeitos e governadores.

Alessandro "Lelé!" disse...

Amanda (se me permite a liberdade de, sem conhecê-la, me sentir próximo o bastante para te chamar pelo nome)...

Estou aqui ainda pasmo com a clareza de tuas palavras. Com a força elegante delas, pra dizer em letras claras que essa tentativa de cooptar os professores da rede pública à esse modelo estúpido não cola com todos.

Enquanto lia tua carta, vibrava aqui, como se cada uma delas fosse também minha e de muita gente boa, que sonha com um lugar onde educação, saúde, segurança sejam direitos, não mercadoria.

Só posso, mais que parabenizá-la, dizer: estou contigo!

Abraceijo!

augusto disse...

Parabéns Amanda!

Há muito tempo que eu não vejo uma professora tão coerente com seus princípios e ideais. A sua força ratifica que a Educação precisa de pessoas ousadas e corajosas como você. Adorei a sua postura íntegra e combatente.
É assim que se faz a Educação.

Profª Marisa Karla - Português - Governador Valadares/MG.

Ventura Picasso disse...

Caríssima Amanda, uma Rosa será sempre uma Rosa. Sou contra a privatização do ensino e do ensino privatizado. O oportunismo desonesto do Pensamento Nacional de Bases Empresariais (PNBE), ao se apoderar do seu discurso aparentemente emocional, oferecendo esse suspeitíssimo prêmio, para desorientar a Opinião Publica, é um escândalo. A coerência do seu discurso na Assembleia do RN, apesar do curto espaço de tempo permitido, e o eixo da carta de recusa do quê lhe ofereceram, demonstra um conhecimento político e facilidade oratória acima da média. É claro que por trás há uma estrutura partidária, que sem ela você não teria aqueles minutos, para se comunicar com a nação. Por isso falo de uma única Rosa (num jardim)... Historicamente no Brasil, a saúde e a educação sempre foram os mais denunciados sobre corrupção e desvios de todas as naturezas. O Orçamento Federal é aprovado pelo Congresso. Os deputados federais e os senadores de cada estado devem explicações sobre o destino, ‘quantificado’, dessas verbas aos estados e municípios. Este por sua vez (estado/município) alega que falta verba, como falou a tal secretária do seu estado, todos falam a mesma coisa. Se você Amanda, conseguir saber como essa verba é distribuída em seu estado, possivelmente descobrirá se o dinheiro público é mal administrado. E se realmente falta verba, o dinheiro que chega ao estado é pouco, os deputados e senadores do RN devem muitas explicações aos seus colegas professores (no Brasil inteiro). Por fim, esse espaço é o seu lugar de luta. O conhecimento e a facilidade de comunicação que você possui podem muito bem ser usado em sua cidade. Em outra sede, como alguns sugerem você se tornará mais uma e não será uma Rosa. Parabéns – com sacrifício é possível vencer aluta - .

Raqqa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raqqa disse...

Você me emociona e incentiva a continuar a luta aqui no Rio. Apesar de nossa estima ser massacrada a cada dia, me sinto orgulhosa de fazer parte desta categoria que é constituída por pessoas espetaculares. Abs. Avante!

Edson Barbosa disse...

Considero mais do que positiva sua atitude. O nosso RN se orgulha de ter uma professora de fibra e que sabe o que quer. Parabéns!

Marcia Passos disse...

Amanda! Você é maravilhosa!!!

Tiago silva disse...

Parabéns,Amanda, espero que sua atitude contrária as empresas "a(I)migas da escola" seja analisada e repetida por cada colega professor que convive com projetos, que são repassados de cima para baixo, direcionados por fundações como Ayrton Senna, Roberto Marinho... que reproduzem o pensamento do empresariado.

ANDRÉ ROLDÃO disse...

Eis um problema. A distância entre retórica e o que é possível e razoável fazem das lutas coisas tolas, não pela causa, mas pela visão da hipótese. Ou seja, trabalhar com delírios. Por isso, diante de tantos elogios por tua postura, devo ser uma voz solitária. Além de não ser em si problema algum a privatização do ensino é um dos meios de se fazer educação. Onde, por Deus, está definido que o ensino não pode ser gerenciado pela iniciativa privada? Seria pior do que está? Há no discurso a falta de identificação do que é privado do que é pago. O ensino é um bem da sociedade, não de governos, e portanto pode ser sim privatizado porque o privado é a parte absolutamente legítima da sociedade. Uma empresa é também um bem social. As pessoas envolvidas numa empresa são cidadãos. Os empresários são cidadãos. Essa postura de diferenciar empresário de povo é de uma limitação absurda. Não existe a possibilidade de o país ser algo que o valha sem empresas fortes e competitivas. É pressuposto básico, elementar, queiram os professores da rede pública aceitar ou não. As iniciativas do Bradesco, Globo etc, de associarem-se ao ensino produz que mal? Basta ver os resultados. Ao contrário do que a visão obtusa recorrente apregoa, aplaudo sim essas empresas. Você deve saber muito bem que governos corrompem a educação de todas as formas e são os empresários, nas mais das vezes, que têm a melhor visão da possibilidades. Demonizar as empresas é ser contra o próprio país. Por fim, tua luta é maravilhosa. Apenas recomendo reavaliar alguns conceitos. Sou acadêmico de História, talvez seja teu colega ano que vem e por causa da história nossa única referência é o passado e demais experiências. Não pude expressar aqui toda a dinâmica do que penso e espero que possamos discutir mais adiante. Forte abraço!

Marcelo disse...

Parafraseando meus alunos: Chuuupa PNBE!!

Andrei Bastos disse...

Amanda, muito obrigado pelo seu exemplo.

Andrei Bastos

SergiomourA disse...

Acho que a direção é essa Amanda. Força para manter o rumo e coragem para enfrentar os revezes.
Um abraço
Sergio Moura
...do Cerrado Brasileiro!
www.sergioamoura.blogspot.com

Doutor Sujeira disse...

Amanda, gostaria de ver você falando sobre a revolução que o seu partido defende. Entre outras, o PSTU defendeu (talvez ainda defenda, sei lá) o armamento do estado palestino para enfrentar Israel. Falo isto, porque esse tipo de coisas (poderia citar outras 10) não combinam muito com suas ideias, tão claras e humanas. No mais, seu discurso sobre a educação é irreparável e o que precisamos.

georgina disse...

Bravo! Bravíssimo!! Parabéns por mostrar pra eles que nem todo mundo é corruptível e nem tão barato, que troca seus ideais por prêmios baratos!

antonio marcos disse...

Amanda, voce é um exemplo de luta. Parabéns!

Franzé Oliveira disse...

SOU PROFESSOR. 20 ANOS. HOJE SÓ ORGULHO. NOSSA CLASSE ESTÁ SENDO NACIONALMENTE BEM REPRESENTADA. PARABÉNS COLEGA.

Ridenor Araújo disse...

Presada Amanda,
Hoje, me sentir orgulho de ser brasileiro. Não um brasileiro que é "desenrolado" ou usa o tal "jeitinho brasileiro" para se sair bem à custa de outros brasileiros. Mas me sentir digno, honesto e sério nos meus compromissos com esse país.
Uma atitude como essa me faz refletir: Devo ir também à luta, não apenas com palavras, mas, praticando, agindo e me empenhando mais.

Parabéns e obrigado!

Ridenor Araújo
Fortaleza - CE
ridenoraraujo.blogspot.com

Marcus Monteiro disse...

Dignidade sempre!!

Line disse...

O discurso realmente traz a reivindicação de qualquer professor atuante, ativo. Essa deveria ser a reivindicação, ao menos, da nossa classe.
Tão desunida que é...

Infelizmente trabalhar na área da educação traz outra percepção: muitos da área conta com a precarização "progressiva" do ensino.

Josete Zimmer disse...

Parabéns Amanda!
Sua garra e determinação nos contagia!Bjs
Josete

célia ferrer disse...

Deus disse: desce e arrasa Amanda!! Se candidate professora, vou ter um imenso prazer em votar em vc, pode ter certeza. Se os nossos sindicatos tivessem pessoas como vc, a educação já teria mudado faz tempo!!! sou prof. da rede estadual de Pernambuco.

Romu disse...

Como são ridículos e bregas os burgueses. Confundiram um quadro preparado e coerente da educação com uma catanhede (massa cheirosa), uma myriam leitão (a que sempre prevê o contrário do que vai acontecer), um ali kamel (o “intelectual” pornô) da vida. Por favor, senhores de black tie, uma dose de “semancol” de vez em quando não faz mal a ninguém. Existe vida inteligente no Brasil. Apesar de tantas asneiras cometidas pelos senhores e seus ascendentes durante séculos, existe vida inteligente no Brasil. E ela se chama Amanda Gurgel! Engulam.

Tiago Nobrega-Linux RN disse...

Otimo texto da professora amanda gurgel.

a luta pela educação de qualidade e gratuita deve ser de todos, o modelo que se tentou implantar no governo FHC, levado a frente na epoca pelo ministro Paulo Renato era um modelo falido, assim como todo ideal neoliberalista, o que iria levar a uma elitização ainda maior da educaçao superior publica brasileira,e o fim das escolas pucblicas de ensino medio e fundamental.

ednamar thomaz disse...

Parabéns Amanda! Fico extremamente feliz por viver e ver que ainda existem professores comprometidos com a educação. Saber que há professores que não se vendem por um prato de lentilhas. Você tomou uma atitude acertada e digna. Me orgulho da sua atitude. Ednamar Thomaz

Tiago Tobias disse...

Amanda, sou recém-formado em ciências sociais pela universidade estadual de londrina e estava tão desanimado com o meu futuro enquanto professor. Salários baixos, condições perversas de trabalho e um mundo estúpido pela frente para transformar. Mas vendo seu vídeo e visitando seu blog, saiba, me senti forte de novo, pois sei que não estou sozinho nessa batalha quixotesca por um mundo novo e por uma educação decente. Muito, muito bom mesmo é saber que existem pessoas como você. Obrigado e saiba que o que nos une, é a luta e a esperança. Juntos nós somos, divididos, nós caímos.

Leandro na Noruega disse...

E assim ela disse não á privatizacão da educacão!!! Eita mulher inteligente e coerente!! Ela sacou a jogada dos malandros tentando coopta-la através desses mimos que são esses premios. Ela parece que esta conciente de seu papel de instrumento da luta por dias melhores pra educacão no Brasil. Mas ainda vão aparecer muitos tentando seduzi-la, massagear seu ego pra coopta-la. Fique firme Amanda Gurgel!!!!!

Joabes Guedes disse...

Cara Amanda,
eu poderia usar muitos adjetivos para classificar sua estupenda atuação, mais, te confesso, as palavras já foram ditas. Só preciso te falar que agora o Brasil está de olho em ti, teu raciocínio coerente, tua capacidade de 'desenrolar' situações reais que passam quase despercebidas aos olhos de todos é tocante. Sentir que temos uma pessoa como você brigando pela Educação me faz ainda ter esperanças no futuro. Vim de uma escola pública onde cheguei a andar mais de 20 km por dia durante o inverno amazônico, sofri pra entrar na faculdade e brigar pelo meu futuro... Agora vejo que tudo vale a pena, diante da sua briga, que deve ser a de todo brasileiro!
Parabéns, não nos decepcione, o Brasil conta contigo!

Beto Samu disse...

Bravo! que suas palavras possam contagiar muitas e muitos mais a escrever uma nova história do Brasil.

Milena Guima disse...

Professora, é de arrepiar a sua posição. Parabéns!
No fim de 2010, eu e mais alguns colegas, amigos e irmãos de faculdade, nos reunirmos em uma manifestação contra a arbitrariedade da Univiversidade Católica de Santos, que demitiu inumeros profissionais essenciais à sobrevivência de vários cursos na instituição, inclusive o meu, Jornalismo. Além deles outros funcionários taambém foram mandados embora sem motivos aparente e o sucateamento dos laboratórios, sendo que o valor pago pela mensalidade são astronômicos. Fomos criticados, taxados como baderneiros (sendo que nem ultrapassamos o portão da instituição) e eu, por exemplo, sofri represálias e ganhei uma d.p de presente. Não me arrependo em momento algum, sou mãe de duas crianças e acredito, assim como vc, Educação não é produto!Bjo e boa sorte

Leandro Basil disse...

Falou e disse! 10% do PIB pra Educação Já!!!!

Silvana disse...

Parabéns Amanda, vc ensinou muita gente o que é "convicção política" além de mostrar dignidade e caráter.

Laércio disse...

Oi, Amanda,

Você é incrível. Pela coerência de suas posições, pela coragem de expô-las e de se manter fiel a elas mesmo numa situação como esta na qual teria mais ($) a ganhar. Admiro você e te parabenizo. Como professor, concordo com todos os pontos de seu argumento.

abração

Laércio Fidelis Dias

Lu disse...

Sou estudante de pedagogia e tenho que lhe dar os parabéns, e dizer que é por pessoas como você que não desistirei dos meus sonhos!

Humberto Guanais disse...

Professora Amanda! É por essas e outras que acredito ainda na luta dos trabalhadores! Parabéns pela posição tomada!

Cristiane Iannacconi disse...

Parabens, Amanda!
Vc tem fibra e isso é raro hoje em dia.
Torço p q sua luta dê resultados.
Educação é tudo!
Bjs
Cris

Rodrigo de Abreu disse...

Prezada Amanda,

Tudo bem?

Como professor, fico feliz pelas suas manifestações.

Espero, contudo, que não confunda suas (legítimas!) visões partidárias com as demandas dos profissionais de educação de todo o país.

Sinceramente, não estou certo se uma eventual candidatura de sua parte a cargos eletivos beneficiaria a categoria.

Creio que a reivindicação com caráter suprapartidário seria a melhor alternativa, mas respeito sua posição.

Conte comigo.

Um grande abraço!

zcarlos disse...

Olá Prof. Amanda.
Li sua carta e,imediatamente, publiquei-a em meu blog (ContextoLivre) como também envie ao amigo Paulo Henrique Amorim que a republicou.
Em função disso recebi várias mensagens no post que publiquei, que são destinadas a você. Caso queira le-las, por favor, acesse este endereço:
http://contextolivre.blogspot.com/2011/07/professora-amanda-gurgel-recusa-premio.html
Fica difícil transmití-las aqui.
Um grande abraço, sucesso na sua profissão e conte com minha admiração.
zcarlos
PS: Seu blog está entre meus parceiros estou (per)seguindo-a.

Andó Rocky Mountain MTB Team disse...

PARABÉNS.....

Izabel Lisboa disse...

Bravo!!!
E parafraseando Gonçalves Dias:

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui Amanda Gurgeiam,
não Amanda Gurgeiam como Lá

Bravíssimo!!!
Izabel Lisboa

nane disse...

Parabéns professores por lutar pelos seus direitos e parabéns ESTA professora Mara Regina,que com a sua simplicidade falou e desabafou pelos seus direitos fazendo com que os senhores poderosos pelo menos se sintam um pouco constrangido por ver esta situação que eles mesmo,mantem.Veleu,continuem...

Dinho disse...

SIMPLESMENTE, PERFEITA!
Parabéns pela vigilante coerência em sua luta por uma Educação digna.
O povo brasileiro precisa se esforçar pra seguir essa linha de conduta. Sempre atacando e afastando quem tenta desfocar as causas raízes dos nossos problemas.
Beijo

Grazi disse...

Fiquei mais esperançosa, depois de ouvir em vídeo a sua declaração tão revoltada, com a desvalorização da nossa classe...
Eu culpo os governantes que não dão nenhuma atenção ao que é a base dos jovens "Educação".
VoCê expressou em palavras simples tudo o que nós sentimos na pele, diarimente, em nossas salas de aula.
Me emocionou...
UM FORTE ABRAÇO

Ong disse...

Parabens PSTU, COMLUTAS E ANEL????? Me polpe, oportunistas de plantão. Parabens AMANDA!!!

Reviragita Poesia disse...

Certíssima.
Defender uma causa,
não se vender por uma causa.
Isso é estar à frente
e levar muitos junto com vc,
pelo exemplo.
Ci

Reinaldo C. Zanardi disse...

Olá Amanda, muito corajoso o seu discurso. Vc diz ser contrária à privatização do ensino e que a educação não é mercadoria.

É um bem público, concordo. O seu discurso - a meu ver numa visão superficial (admito) - trata o que é público como necessariamente bom e o que é privado como obrigatoriamente ruim.

Neste sentido o que vc pensa sobre?

O Prouni? Este que é um programa assistencial que coloca filhos de pobre para estudar nas universidades particulares porque a pública não dá conta?

O vestibular na universidade pública que seleciona principalmente quem estudou em escola particular?

As cotas públicas para escolas públicas e negros?

Os programas de mestrado e de doutorado na universidade pública que selecionam com critérios que a sociedade não tem conhecimento?

As vagas ociosas nas universidades públicas?

As pesquisas da universidade pública que levam a nada, a não ser afagar o ego do pesquisador em congressos pagos com dinheiro público?

A estabilidade pública que impede maior agilidade para demitir professores que não têm condições de estar na sala de aula?

Agradeço sua atenção e um abraço fraterno.

Carlos Ferreira disse...

Participe das mídias sociais da Rádio Cultura:
ORKUT 1:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97354075
ORKUT 2:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97354075
FACEBOOK:
http://www.facebook.com/profile.php?id=100002399487188
TWITTER:
twitter.com/radioculturasd
PORTAL:
www.radioculturasd.com.br
MSN:
radioculturasd@hotmail.com
Att,
Carlos Ferreira
Juiz de Fora-MG
www.carlosferreirajf.blogspot.com

betoeangela disse...

Parabéns Amanda, muito digna sua atitude!!!

Profe Márcia disse...

Parabéns Professora Amanda!!! Sou gaúcha e igual a todos os professores deste Brasil, somos massacrados pela falta de investimento e apoio do governo na educação. Nossa luta é abafada pela truculencia da policia que é subordinada a um governo corrupto e ineficaz.
Continue assim, sempre íntegra e justa.
Desejo muita força e paz nesta batalha.
Meu total apoio a você, estou nesta luta também.
Abraços

ana carolina disse...

Parabéns Amanda!Tua atitude deixou-me orgulhosa e com muita esperança! São profissionais como você e atitudes como as tuas que irão promover a revolução tão necessária e esperada na educação brasileira. Concordo com CADA PALAVRA TUA, desde teu primeiro prununciamento!
Sou gaúcha e moro, atualmente, em Santa Catarina. Leciono Língua Portuguesa!
Grande abraço,
Marcia de Lourdes Friggi

Presentia on line disse...

Todos somos Amanda!
Todos que ainda lutam e acreditam na possibilidade de mudança.
Parabéns! Permaneça firme. Deus te dê saúde, força e preserve sua vida tão preciosa que não é mais tua, é dessa gente brava brasileira.

Fernanda disse...

Parabéns pela sua luta e a integridade moral com que a conduz. Tenho a mais absoluta certeza de que você a traz como missão. Que Deus a mantenha sempre neste caminho.
Concordo que a escola não pode estar voltada para o mercado única e exclusivamente, mas deve, acima de tudo, focar a formação do ser humano reflexivo, crítico e livre. É este o sonho de todo EDUCADOR.

Miguel disse...

Fantástico Amanda. finalmente alguém tem a coragem de não ser cooptado pelos instituições mantidas pelas elites nacionais. Aqui na Bahia, o governador Jaques Wagner já cooptou quase todo mundo, inclusive a APLB, nosso sindicato. Não temos mais oposição na Bahia em nenhuma esfera. O PT já é o mais novo herdeiro do carlismo em nosso Estado. As práticas são sujas, desde perseguição política até intimidação. As ecolas estão totalmente abandonadas, sucateadas e, os alunos mal sabem ler. seria estranho um professor receber um prêmio de uma instituição que ajuda diariamente a depredar mais ainda a educação brasileira. masi uma vez você está de parabéns. Abraços afetuosos. Miguel.

Cainã disse...

Estou impressionado com a sua coragem de negar essa premiação empresarial. Realmente a repercursão da sua fala perante os representantes do estado do RN é um ganho para as nossas lutas contra as privatizações e a favor de transformações reais. A sua postura perante essa premiação, que é no mínimo desnecessária, é uma força na luta por uma sociedade que pensa no trabalho coletivo e não na meritocracia. Apoio totalmente esta atitude, e agradeço por mais este símbolo de coragem para quem acredita na revolução!

Arp disse...

De Angola, com amor.
Muito obrigado, Amanda.

Fabricio disse...

Para uma pessoa criticar os Governos de maneira tão independente, ajuda muito fazer parte de uma central sindical que não tem "rabo preso" com nenhuma administração.

Parabéns Amanda e aproveito para convidar tod@s a conhecer a CSP-CONLUTAS, uma nova central sindical (que Amanda faz parte) que se propõe a defender os INTERESSES DA CLASSE TRABALHADORA acima de todo e qualquer governo, pois infelizmente a CUT (Central sindical tradicional) já não tem fibra para defender os Trabalhadores, pois é ligada ao PT e já não defende nossos direitos por estarem no poder.

Parabéns amanda.

Parabéns CSP-CONLUTAS!

Raimundo Nilton disse...

Um pais forte eh um pais com uma educacao publica e de qualidade. Parabens Profa. Amanda pela sua dignidade e coragem.

isabel nache disse...

Amanda
me emociona ver jovens como você engajadas na luta mesma que travávamos há décadas! Volto a esperançar - como dizia nosso saudoso Paulo Freire - pela boniteza e coerência de seu ato. Estou aqui colocando-me ao seu dispor.
Profa Isabel Nache - São Paulo - Instituto Paulo Freire

João Muniz disse...

Amanda, sou estudante universitário, aluno de Geografia da UFAL (Federal de Alagoas), estou junto a todos vocês na batalha pelos 10% do PIB destinados à Educação, assim como por melhores condições de trabalho para nós professores, pois também atuo na rede municipal de educação de Maceió, e por uma educação de qualidade como um todo, pois é disso que o nosso país precisa. Eu como militante na universidade onde estudo digo com propriedade... A UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS, O ESTADO DE ALAGOAS EM NÍVEL DE EDUCAÇÃO, ESTÁ COM VOCÊS NESSA BATALHA. A EDUCAÇÃO DE ALAGOAS ESTÁ PRESENTE NESSA BATALHA! 10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO JÁ!

Mau disse...

Parabéns pela tua posição!!!

João Paulo/RS

Nidi disse...

A cada dia que sei mais sobre seus valores, te admiro mais, colega professora!!
Parabéns pela bravura e luta constante!!

PROFESSOR disse...

Muito bem Professora;Ainda semana passada me lembrei de sua VOZ e me perguntei: O que foi feito de tudo que a Prof. Amanda Gurgel falou e disse em rede Global pela Internet.
Agora pelo seu Blog ví também que recusastes pela dignidade de seus ideais o Premio do PNBE Congratulo-me com sua fibra e firmeza e sei que ainda vais ser indicada para algo muito importante depois de tudo que julgares estiver melhor, Não se exima de sua liderança. Parabéns

PROFESSOR disse...

ESSA PROFESSORA É DA PESADA NINGUÉM MANDA EM SUAS IDÉIAS NÃO

Oriente Eterno disse...

Muito bom o seu blog, me add?

Marco B. disse...

Nao "ta" morto quem peleia Amanda....nao se entregue "pros home". Abraco aqui de Toronto

Samuel Ritter disse...

Parabéns Amanada. É fantástico termos exemplos como você, que serevem de inspiração para nossas crianças e adultos, de forma que cada vez mais pessoas busquem ser como você.

um grandea braço!!!

Paróquia São José e Santa Rita de Cássia disse...

Parabéns...Seu exemplo nos dá força para continuar acreditando que o mundo tem salvação. Belo exemplo... Cleusa Regina Kreusch

Soniton Ghibe disse...

Olá minha cara Professora! Parabéns pela seriedade com que você trata da educação.
Nunca concordei com essa estorinha de "amigos da escola". As organizações querem se beneficiar dos títulos de "utilidade pública" só para abocanharem gordas verbas do governo. Elas apelam para o sensacionalismo e colocam meia dúzia de volúntários para trabalhar de graça, sem preparo ou comprometimento, enquanto os profissionais da educação são desvalorizados e frequentemente recebem o rótulo de "culpados" pela má qualidade da educação pública. Mas ao contrário, educadores e trabalhadores da educação são verdadeiros heróis da resistência aos opressores da dignidade e da qualidade do ensino público.

Abraço.

Postar um comentário

 
Design by Free Wordpress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Templates